Gestão de projetos culturais:
Curso de aperfeiçoamento



Desconto de 10% à vista.
20% de desconto para colaboradores SESI/SENAI.

  • Curso Hibrido
  • Turma: 10/08/2021 a 17/03/2022
  • Terças e quintas, das 19h às 22h
  • Carga horária: 190h
  • Duração aproximada: 7 meses
  • Investimento: 12 x R$ 92,00 (sem taxa de matrícula)
  • Inscrições de 26/02/2021 a 02/08/2021
Curso com vagas esgotadas. Aguarde a próxima turma.
 

O Curso

Aprimorar e profissionalizar, a partir de suporte técnico, teórico e prático sobre o fazer cultural na contemporaneidade. O aluno poderá aprofundar os conhecimentos e práticas no setor cultural, para o desenvolvimento de novos trabalhos na esfera público ou privada, em organizações sociais e culturais, ou ainda, empreender dentro do setor cultural e da economia criativa, auxiliando os participantes à entrada no mercado de trabalho.

Descrição

Além de contar com professores renomados do setor cultural, o grande diferencial é que os alunos poderão vivenciar o dia a dia do Centro Cultural Fiesp, relevante equipamento no cenário cultural paulistano, no coração da Avenida Paulista. Artes cênicas e visuais, audiovisual, literatura e música estão reunidos em um só lugar, na instituição que soma mais de 70 anos de experiência.

O curso tem duração de sete meses, agosto de 2021 a março de 2022, somando 190 horas, desenvolvidas entre aulas expositivas, estágio, atividades complementares, com a apresentação de projeto final.

Público

Profissionais da área, produtores, artistas, estudantes e interessados em trabalhar no setor cultural, acima de 18 anos.

  • Rebeca Debora Finguermann

    Advogada. Mestre em Direito Político e Econômico pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie, Árbitra e Mediadora da Secretaria de Direitos Autorais e Propriedade Intelectual do Ministério do Turismo; Parecerista de Artes Visuais, Museus e Memória, Capacitação e Treinamento em Audiovisual- Secretaria Especial da Cultura (FUNARTE/IBRAM/SAV) – Ministério do Turismo; Membro da CAP – Comissão de Análise de Projetos do Proac Expresso – Secretaria Estadual Da Cultura E Economia Criativa – SP – Mandato 2020/2021; Parecerista da Lei de Incentivo da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do DF – SECEC. Perita em defesas de Prestação de Contas – TCU e em Direito Penal Tributário. Coordenadora de Planejamento da Fundação Bienal de São Paulo. Palestrante, Articulista, Consultora na Área da Cultura e Terceiro Setor. OAB/SP 130.844

  • Pedro Henrique Salviano de Freitas

    Pós-Graduação incompleto. Atualmente cursa Gestão de Instituições Culturais na Université Paris-Dauphine. Graduado em Artes Cênicas pela Unicamp. É produtor de teatro e diretor da Periplo, produtora cultural focada na realização de projetos de intercâmbio e cooperação artística internacional. Desde 2003 se dedica à produção teatral. Foi diretor de produção do Lume Teatro e em seu percurso desenvolveu projetos com coletivos e artistas brasileiros e internacionais como Tadashi Endo, Gardi Hutter, Avner Eisenberg, Renato Borghi dentre outros. Desde 2020 se dedica ao desenvolvimento da FarOFFa, um coletivo de produtores que realizou a mostra paralela de artes durante a MIT- SP Mosta Internacional de Teatro de São Paulo e a mostra digital FarOFFa no Sofá.

  • Juliano Barone Baragatti

    Pós-graduado em Globalização e Cultura pela Fundação Escola de Sociologia e Política de SP; graduado pelo Curso Superior de Teatro da Universidade Anhembi Morumbi e no Teatro-Escola Célia Helena, é diretor artístico do Núcleo Educatho e do Núcleo Sem Querer de Tentativas Teatrais, onde dirigiu os espetáculos: “A Nova Roupa do Rei” (2009), “A Menina que entra em Livros” (2012), “O Beco dos Gatos” (2013), “João e Maria?“ (2015), “O Impostor Geral” (2015), “Fuente Ovejuna” (2017) – Indicado ao Prêmio Shell de Melhor Música e ao Prêmio São Paulo/FEMSA nas categorias Melhor Produção, Melhor Texto Adaptado e Melhor Espetáculo Jovem – e “Conto de Inverno” (2019) -, além de muitos outros. É coordenador pedagógico da Oficina de Atores Nilton Travesso, onde também ministra aulas de interpretação, história do teatro e produção cultural, e coordena a área teatral do Colégio Objetivo e do Colégio Oshiman, sendo responsável pela equipe de professores. Atualmente gerencia o a Sede Mantiqueira do Núcleo Educatho, em São Francisco Xavier/SJC, onde produz a “Mostra Colibri de Teatro”, o projeto “Palco Aberto” e desenvolve cursos e oficinas.

  • Jorge José Vicente de Paula Filho

    Graduado em Licenciatura em Educação Artística – Habilitação em Artes Cênicas, pela Universidade Federal de Pernambuco.
    Teatrista pernambucano, cujo o fazer artístico tem sido norteado pelas “formas marginalizadas de teatro”, como conceitua Marco Camarotti, principalmente o Circo-teatro pernambucano e o teatro para infância e juventude. Suas principais realizações são os espetáculos teatrais No meio da noite escura tem um pé de maravilha (2010), O amor de Clotilde por um certo Leandro Dantas (2010), De Íris ao arco-íris (2013) e os espetáculos de dança para crianças Amanhã é depois, hoje é brinquedo (2009) e Tan Dan (2017). Publicou, em 2018, seu primeiro livro e audiolivro para crianças, o conto de fadas De Íris ao arco-íris. Atualmente desenvolve o perfil @cenasremotas, no instagram, fruto da oficina “Cenas Remotas”, realizada com atores e atrizes em situação de quarentena; e publica “intalivrinhos” para crianças no perfil do instagram @criançasincriveis.

  • Hugo Cesar Bueno Nunes

    Coordenador
    Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo – USP, mestre em Educação Física pela Universidade São Judas Tadeu (USJT), MBA em Gestão Empresarial, pela UNICSUL. Especialização em Lutas e Artes Marciais, UGF, Especialização em Gestão Escolar, UNIG. Licenciado em Educação Física pelo Centro Universitário UNIFIEO e está cursando Filosofia pela UNISUL/SC. Membro do Grupo de Pesquisa em Educação Física Escolar – GPEF/FEUSP. Tem experiência com os seguintes temas: currículo, filosofias da diferença, políticas educacionais, organização do trabalho pedagógico e metodologia de ensino e formação de professores. Coordenador de Pesquisa e Extensão e da Residência Educacional da Faculdade SESI-SP de Educação.

  • Gabi Gonçalves

    Doutora em Comunicação e Semiótica (Comunicação e Produção Cultural no Brasil – um estudo sobre os operadores do desamparo e ações bio-políticas – 2016), ambas pela PUC – SP. Tem formação em dança pela Unicamp (1998), Comunicação das Artes do Corpo (2002). É produtora de ações culturais, que movimenta um recorte específico do fazer poético-artístico hoje na cidade de São Paulo e em outros territórios ainda possíveis, ligada a Corpo Rastreado (www.corporastreado.com). Coordenadora de produção de eventos como: Virada Cultural Paulista (2009 e 2010), MITsp (2014 e 2015), Festival Contemporâneo de Dança desde 2016 e criou em parceria com Natalia Mallo o Risco Festival. Em 2020 iniciou a Faroffa (prêmio APCA 2020), projeto que surgiu de uma provocação da MitSP, sobre a importância de uma cena off durante a Mostra.

  • Anna Polistchuk – coordenadora técnica

    Analista de Atividades Culturais do SESI-SP, integrante da equipe de Artes Cênicas. Atua como curadora, programadora e produtora do Centro Cultural FIESP e dos Teatros do SESI-SP no estado de São Paulo, além de realizar a operação técnica dos Núcleos de Artes Cênicas (NAC) e do Núcleo de Gestão Cultural (NGC) da mesma instituição.
    Produtora cultural, mestranda do curso Artes da Cena da Faculdade das Artes Célia Helena (SP), pós-graduada em Gestão de Eventos pela Universidade Anhembi Morumbi (SP) e formada em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (MG). É parecerista de circo e dança da Lei Rouant na Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo. Foi docente substituta do SENAC SP, ministrando o Curso de Agente Cultural na unidade de Santana. Foi produtora de diversos grupos de teatro e dança em Pernambuco, Minas Gerais e Pernambuco.

  • Ana Helena Cuurte

    Pós-Graduada (latu sensu) em Gestão Cultural: Cultura, Desenvolvimento e Mercado – SENAC. Bacharelado em História – Universidade de São Paulo. Formada em Educação Artística pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP).
    Professora da Fundação Armando Álvares Penteado – Curso de Artes Visuais (desde 1997) e Curso de Produção Cultural (desde 2015). Professora convidada no Curso de Pós-Graduação em Fotografia da Fundação Armando Álvares Penteado (2014), na SP Escola de Teatro (2014). Coordenadora e professora do Curso Art Business da Escola São Paulo (2014 / 2015).
    Trabalhou em diversas instituições culturais (de 1979 a 1986) entre elas: Paço das Artes (Secretaria de Estado da Cultura – SP), Centro Cultural São Paulo (Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo – SP), Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo e Fundação Bienal de São Paulo.

Certificado de aperfeiçoamento

• O curso está organizados em módulos, podendo o aluno receber certificado de extensão ou aperfeiçoamento, a depender da quantidade de horas cursadas (total de 190h).

• As aulas presenciais serão realizadas no Centro Cultural Fiesp – Avenida Paulista, 1313. São Paulo – SP. Terças e quintas-feiras, de acordo com o cronograma do curso.

• As aulas e encontros online serão realizados por webconferência via Teams. Acesse cronograma aqui. 

• Serão considerados aprovados no curso apenas os alunos que obtiverem aprovação em todos os módulos e aprovados no Trabalho Final, sendo obrigatória a frequência mínima de 75% em cada módulo.

• O curso de Gestão de Projetos Culturais é dividido em módulos e composto principalmente por aulas online. As atividades presenciais no Centro Cultural Fiesp, previstas a partir do segundo semestre, serão realizadas somente a partir das liberações dos órgãos responsáveis, pela prevenção e segurança de todos contra a Covid-19. Os alunos interessados serão informados a qualquer alteração de agenda.