29|10|2021

Bancas de TCC 2021

A seguir confira o calendário de bancas de TCC 2021.
Os trabalhos serão apresentados de maneira hibrida e poderão ser acompanhados presencialmente na Faculdade SESI ou através da plataforma do Teams.
Os links para acesso às salas do Teams podem ser acessados abaixo.
Data e horário da banca
03/11/2021 | 16h
Orientando/a
Rosangela Pereira Dos Santos Ramos
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Prof. Anderson de Souza Zanetti da Silva
Convidado/a da banca 
Profa. Fernanda Cristina Subires Garcia
Título do trabalho
Narrativas e memórias pessoais como metodologia de ensino em Filosofia.
Resumo do trabalho 
Este trabalho buscou analisar e investigar o desinteresse pela disciplina de filosofia, procurando identificar as causas compreendendo a individualidade de cada aluno e procurar soluções que façam sentido e tornar mais afetiva a aproximação pela disciplina, desenvolvendo o senso crítico dos alunos tornando a relação professor/aluno e a Filosofia mais proficiente. Utilizando da narrativa individual e coletiva dos alunos como metodologia de ensino para tentar diminuir esse distanciamento da Filosofia na construção dos saberes.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
03/11/2021 | 16h
Orientando/a
Julia Batista Dos Santos e Julia Martinez Perez Da Costa
Curso
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Prof. Vitor Marcelino da Silva
Convidado/a da banca
Profa. Bianca Garcia
Título do trabalho
As representações de ‘mulher’ em “Drácula” de Bram Stoker: um estudo histórico-comparativo entre a adaptação da obra no anseio de delinear reflexões sobre o ensino de linguagens.
Resumo do trabalho 
Com o intuito de provocar reflexões sobre as representações de mulher no ambiente escolar, iremos analisar personagens que percorrem da literatura ao audiovisual, do século XIX ao XX, ansiando trazer as inquietações e afetações de mulheres reais sobre estas representações na sociedade do século XXI. Proveniente dessas provocações, buscaremos refletir de qual maneira podemos utilizar a literatura para contemplarmos assuntos predominantes para a civilização para os nossos estudantes, dialogando com autores como Carla Rodrigues (2010), Simone de Beauvoir (2018), Bruno Carter Albanese (2019), e Guacira Lopes Louro (2011). Para isso, analisaremos o livro “Drácula” de Bram Stoker (1897) e o filme “Drácula de Bram Stoker” dirigido e produzido por Francis Ford Coppola (1992), centralizando nossas análises nas personagens Wilhelmina Murray–Harker e Lucy Westenra. Uma vez que identificamos as posições e representações de mulheres através dos anos, temos a intenção de produzir um podcast com 3 episódios, onde falamos sobre as reflexões de mulheres reais a respeito do retrato das mulheres na sociedade. E, por fim, desejamos traçar soluções para promover a criticidade através da análise de recursos artísticos.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
03/11/2021 | 17h
Orientando/a
Marcela De Fatima Almeida Astolfo e Pablo Alexandre Da Silva
Curso
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Profa. Patricia Lacombe Pinheiro
Convidado/a da banca
Prof. Alexandre Marchesini
Título do trabalho
Arte e afeto: suas potências no processo escolar.
Resumo do trabalho 
Esse trabalho de conclusão de curso tem como foco entender a relação entre as linguagens criativas propostas pelas artes visuais, sendo potencializadoras do ensino e aprendizagem, oferecendo lugar de existência para o sujeito emocional – social – racional. A construção da a/r/tografia dialoga com autores como Rita L. Irwin (2013), Spinoza (2009), Bernardo Toro (2009) e John Dewey (1934). A residência educacional nos proporcionou momentos de observação e coleta dos relatos, onde percebemos que o desenvolvimento dos alunos foi dificultado, muitas vezes por estarem emocionalmente desestabilizados e que as influências familiares e sociais fazem parte do sujeito integral, passando assim para a sala de aula. Visando conectar a nossa experiência com a experiência do aluno, com a intenção de ofertar um processo reflexivo sobre as linguagens artísticas que podem ser um grande catalisador para o desenvolvimento das competências socioemocionais do sujeito.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
03/11/2021 | 16h
Orientando/a
Paulo Rogerio Antônio
Curso
Licenciatura em Matemática
Orientador/a
Profa. Andreia Medolago de Medeiros
Convidado/a da banca
Prof. João Luiz Muzinatti
Título do trabalho
Escola e demais organizações: um ambiente de aprendizado mútuo para muito além dos reducionismos.
Resumo do trabalho 
Este trabalho discute modelos de gestão escolar, tendo como referência principal a série de cadernos de gestão de Heloísa Luck, autora que criou uma base técnico-científica que suporta e assessora a escola em nível micro e planos de ensino em nível macro. Ainda como fonte para esta pesquisa, utilizarei também como referência, minhas vivências em gestão – derivadas de minha experiência profissional – e em educação, no meu período como residente – parte do processo de formação superior da Faculdade SESI de Educação. Cientes da complexidade do tema e dos reducionismos relacionados ao conceito de gestão, principalmente quando discutimos gestão de escolas públicas, buscamos superar esse paradigma, sem esquecer que o objetivo principal da escola é a aprendizagem do aluno e seu consequente desenvolvimento integral. LUCK (2015). Buscamos com esta pesquisa apresentar contribuições aos processos de gestão escolar, com foco na cultura, clima e gestão do processo de aprendizagem em sala de aula, advindos de modelos de gestão de Heloísa Luck, utilizados neste estudo.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
03/11/2021 | 13h
Orientando/a
Camelia Maria Lima de Paiva Leitao
Curso
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Profa. Fernanda Cristina Subires Garcia;#126
Convidado/a da banca
Profa. Emanuele de Souza Pacheco
Título do trabalho
Cartas pessoais: uma proposta do ensino de Linguagens para mediação entre pais e filhos na escolha da carreira.
Resumo do trabalho 
Esta pesquisa tem como objetivo propor, a partir da elaboração de Cartas Pessoais, uma mediação entre pais e filhos para a escolha da carreira destes. A partir da atuação participativa da pesquisadora durante o Programa de Residência Educacional e aspectos pessoais da própria história de vida, observou-se as consequências geradas a partir da influência dos pais na escolha profissional dos filhos. Apesar de ser um tema de extrema importância, visto que atinge aos jovens de forma inevitável, não há estudos no campo da Educação sobre essa questão, portanto, foi necessário criar uma metodologia de interpretação das cartas, dando voz aos filhos-estudantes, combinando conteúdos do currículo no que se refere às Cartas Pessoais e as possibilidades e limites na atuação de um professor na relação com os alunos.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
04/11/2021 | 19h
Orientando/a
Nivia Santos Da Silva
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Prof. Joao Luiz Muzinatti
Convidado/a da banca
Profa. Ana Paula Gomes Seferian
Título do trabalho
A afetividade pode Influenciar de forma Favorável no processo de aprendizagem em sala de aula: há situações em que isso pode ser constatado.
Resumo do trabalho 
O presente trabalho tem como objetivo apresentar como a afetividade influencia de forma favorável no processo de aprendizagem em sala de aula. Evidenciada através de pesquisa bibliográfica. Todavia demonstrando as contribuições de grandes estudiosos, pesquisas e escolas que abordam esta temática. Além disso, a atuação do professor é imprescindível nesse processo: sobretudo, respeitar as individualidades dos educandos e orientá- los com afeição. Ao sentir que tem acolhimento, por conseguinte, esse fato contribuirá positivamente para que haja o seu desenvolvimento social e cognitivo, e deve estar presente em todas as etapas da educação. Ao longo desse desenvolvimento, nota-se que os vínculos afetivos se expandem e o papel docente assume uma importância relevante na relação de aprendizagem e ensino. Palavras-chave: Afetividade. Aprendizagem. Educação. Professor. Estudante.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
04/11/2021 | 16h
Orientando/a
Nathália Camilotti
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Prof. Vitor Marcelino da Silva
Convidado/a da banca
Profa. Patricia Lacombe
Título do trabalho
A criança e a folha: quando o eu se torna o outro e quando o outro se torna o eu?.
Resumo do trabalho 
Este memorial foi elaborado a partir das experiências e processos de criação da história em quadrinhos “A criança e a folha: Quando o eu se torna o outro e quando o outro se torna o eu?” que foi criada a partir de minhas próprias observações dentro da sala de aula, – residência educacional ou como discente da Faculdade SESI-SP de Educação. O objetivo deste trabalho é mostrar, através da elaboração de uma história em quadrinhos, a construção de processos empáticos e identitários, visando estudantes de sextos e sétimos anos do ensino fundamental. Desta forma, a leitura do quadrinho tem como função auxiliar propostas de debates sobre lugar, paisagem e consequentemente, a afetividade e empatia, através da filosofia.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
05/11/2021 | 14h
Orientando/a
Joice Richoppo Pagani
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Profa. Juliana Rossi Duci;#129
Convidado/a da banca
Prof. Anderson de Souza Zanetti da Silva
Título do trabalho
BNCC e cultura digital: contradições e possibilidades acerca das TDICS
Resumo do trabalho 
Com o avanço das tecnologias digitais e a reestruturação da organização do sistema capitalista tem se levantado diversos debates sobre a relação educação e tecnologias, inflexionando o tema nas reformas educacionais. Com a homologação da BNCC em 2018, diversas dúvidas sobre a relação cultura digital e o documento normativosurgiram. O presente trabalho objetivou analisar se a BNCC concebe as TDICs em uma dimensão crítica ou instrumental, procurando responder se ocorre existência de contradições no documento. A análise foi realizada sobre a ótica da Teoria Crítica da Tecnologia.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
05/11/2021 | 18h
Orientando/a
Joao Vitor Silva Frutuoso
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Profa. Patricia Lacombe Pinheiro
Convidado/a da banca
Prof. Alexandre Marchesini
Título do trabalho
Anti-Corpus: processos de escolarização pela linguagem do corpo.
Resumo do trabalho 
Esse trabalho – fanzine é resultado de um movimento reflexivo que se propõe a entender nos espaços educacionais potenciais territórios de experiências interdisciplinares a caminhar por uma pedagogia performativa, integradora das linguagens artísticas e das demais áreas de conhecimento. A pesquisa anseia pela mudança da estrutura educacional fragmentada, em um movimento de afetação e integração das possibilidades por (de | com uma pedagogia performática, e reflexões sobre as disciplinas e sentidos integrais dos corpos discentes e docentes na vida que acontece dentro e fora da escola. Os caminhos de construção dos entendimentos reflexivos das áreas que nos tateiam, assumem pós-estruturalmente (e constantemente) lugares não permanentes de intervenção filosófica e humana, colhendo uma Cartografia dos Sentidos em Deleuze e Guattari, propondo uma corrente que não utiliza procedimentos prontos e acabados, mas constrói na jornada das atividades os seus próprios procedimentos. É uma forma não diretiva de trabalho que possibilita ao docente-artista-pesquisador (e performer) instabilidades reflexivas no contexto de suas ações. Trata-se, pois, de um método flexível, aberto, e, por isso, que pode contribuir no pensamento, uma vez que dá possibilidades que envolvem as inconstâncias da integralidade dos seres e espaços, vide a epistemologia que não se materializa como histórica, esmerada na simples reprodução dos fatos, mas sim geográfica, compreendendo que o movimento não é (e não deve ser) estático, tal qual a Terra. A Cartografia dos Sentidos não é apenas um caminho para metodologia de pesquisa. É também a própria dissertação recombinada às potencialidades performáticas e artísticas que ofertam os (próprios) sentidos.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
05/11/2021 | 14h
Orientando/a
Beatriz Dias Fernandes Santos
Curso
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Profa. Patricia Lacombe Pinheiro
Convidado/a da banca
Prof. Leonardo Moreira Maciel
Título do trabalho
Pertencimento e apropriação do espaço escolar: um ensaio sobre a democracia.
Resumo do trabalho 
O presente trabalho tem o desejo de compreender o impacto das ocupações das escolas estaduais no estado de São Paulo no ano de 2015, na experiência educativa de estudantes após o movimento, com ênfase especial na presença do corpo no processo de ensinar e aprender. A partir de minhas próprias experiências de estudante associadas aos meus estudos como professora-residente em formação, tive a oportunidade de perceber que quando um discente não se sente pertencente e ativo no ambiente escolar e não lhe são feitos efetivos convites para relacionar o que ele aprende na escola a com o que aprende e vive fora dela – no seu meio social, a aprendizagem tende a manter-se mais distante de sua realidade, impossibilitando assim, a articulação dos conhecimentos em busca de sucesso no desenvolvimento acadêmico e da vinculação com o currículo escolar. Por essa razão, retorno a experiência das ocupações em que, ocupados por um ideal de manutenção e melhora de nossa escola, fomos tomados de sentidos pelos corpos e nos relacionamos de novas maneiras com a própria educação.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
05/11/2021 | 16h
Orientando/a
Vitória Heloisa Costa De Domenico e João Vitor Rodrigues Vasconcelos
Curso
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Prof. Vitor Marcelino da Silva
Convidado/a da banca
Profa. Patricia Lacombe
Título do trabalho
Cartografia do corpo uma performance de corpos em formação para além da heteronormatividade.
Resumo do trabalho 
A seguinte pesquisa intervenção tem como foco reflexivo as estruturas que sistematizam o corpo na heteronormatividade. A partir da performance, propusemos práticas artísticas para a reflexão do próprio corpo na escola levando em consideração as questões de gênero. Assim, nos apoiamos na metodologia a/r/tográfica para vislumbrar as potencialidades de corpos discentes e em formação docente. Criamos, portanto, uma sequência didática, nomeada então como “Cartografia do corpo”, que foi aplicada no Ensino Médio do SESI Carapicuíba e no Cursinho pré-vestibular. Essa experiência também possibilitou a criação de obras performáticas que serão retornadas neste memorial.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
08/11/2021 | 16h
Orientando/a
Camila Terencio Bento
Curso
Licenciatura em Ciências da Natureza
Orientador/a
Prof. Thiago Marinho Del Corso
Convidado/a da banca
Profa. Ane Patrícia Flora
Título do trabalho
Propostas didáticas do ensino de ciências da natureza para alunos com transtorno do espectro autista na educação infantil.
Resumo do trabalho 
Teste4O seguinte trabalho é resultado de um estudo para a realização de adaptações em atividades didáticas do ensino de ciências da natureza para crianças com Transtorno do Espectro Autista na educação infantil1. A Ciências da Natureza possui um papel fundamental nos anos iniciais para o desenvolvimento do pensamento crítico e investigativo diante das descobertas sociais e naturais com o ambiente, esse projeto busca discutir alguns pontos importantes que poderão contribuir na evolução do aluno. Em razão da natureza do objeto de estudo, foi realizada revisão de literatura, a fim de conhecer um pouco mais sobre o espectro autista, dentro dessas pesquisas, foi descoberto a escala ABC (Autism Behavior Checklist), que analisa o comportamento autistico e identifica as principais dificuldades da criança com TEA. Com base nisso foram analisadas propostas de ensino de ciências na educação infantil que trabalhassem essas questões, e assim, foi possível dar seguimento com as devidas adaptações que pudessem contribuir com o desenvolvimento e conseguissem atingir o interesse do aluno com TEA. As atividades aqui apresentas, apesar de serem direcionadas a crianças com TEA, podem, e devem ser utilizadas para todos os alunos com e sem deficiências, em uma perspectiva de educação inclusiva.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
08/11/2021 | 14h
Orientando/a
Matheus Cannalonga
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Prof. Wagner Moreira da Silva
Convidado/a da banca
Profa. Bianca Rigamonti Valeiro Garcia
Título do trabalho
Quadrinhos e didática visual: uso da HQ Persépolis no ensino de História e Sociologia
Resumo do trabalho 
Este trabalho tem como proposta a análise das potencialidades comunicativas dos quadrinhos enquanto ferramenta de transmissão de informações assim como um olhar sobre a obra Persépolis por meio de ferramentas de análise do discurso. Procura-se dissecar ao longo da obra páginas e quadros desta narrativa que de forma isolada ou conjunta possam demonstrar como a história e o canal por onde a autora optou por registrá-la se complementam e transmitem determinadas informações (sentimentos, posicionamentos e discursos). Para analisar a obra como um todo não será possível sem antes também analisarmos sua progenitora, isso mostra uma necessidade não apenas por estarmos diante de uma obra autobiográfica, mas também por tentar entendermos como as individualidades da autora como sua criação, etnia, gênero, nacionalidade, religião e todas as demais características distintas possíveis podem ter influenciado nos retratos da realidade que sua obra tenta nos trazer, justamente nesse ponto entra a utilização da ferramenta de análise principal deste trabalho, a AD (Análise do Discurso), sendo possível através dela observar as interações da protagonista/autora com as diferentes linhas discursivas que influenciaram na constituição de sua obra e identidade pessoal, porém iremos nos ater apenas as informações contidas em seu romance gráfico sem a intenção de montarmos um perfil psicanalítico da autora.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
08/11/2021 | 18h
Orientando/a
Vitor Hugo Costa De Domenico
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Profa. Patricia Lacombe Pinheiro
Convidado/a da banca
Profa. Roberta Julien Miranda
Título do trabalho
Ciências Humanas e a Arte: A Religação dos saberes na formação docente.
Resumo do trabalho 
Este trabalho é a colheita de uma plantação que iniciei em 2018, no qual tive com diversos amigos, parceiros, familiares e professores, amparo e auxílio para cultivar os saberes e as experiências aqui compartilhadas. Ofereço ao leitor meu mais sincero afeto e carinho pela disposição de encontrar neste fichário cartográfico palavras que fecundem sentidos de cura e revolução no mundo e, principalmente, na educação.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
08/11/2021 | 16h
Orientando/a
Ariany Santana De Castro
Curso
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Prof. Vitor Marcelino da Silva
Convidado/a da banca
Prof. Anderson Zanetti
Título do trabalho
A representação imagética do corpo humano na arte contemporânea um estudo de caso através do livro didático de arte da rede SESI-SP
Resumo do trabalho 
Esta monografia mostra a necessidade de se pensar, investigar e estudar a representação imagética do corpo humano na arte contemporânea, através do livro didático. Baseando as discussões a partir da análise de imagens (JOLY, 1994) e uma análise discursiva (ORLANDI, 2001) de textos vinculados a imagens presentes no livro didático “Orientações didáticas do movimento do aprender” (2017) do componente de arte do 9º ano da rede escolar SESI-SP. Esperamos refletir se é possível utilizar essas representações dos corpos humanos como elo entre o sujeito e o mundo, a fim de vê-las como recurso didático para a formação da identidade, da autoestima e do estabelecimento de sua relação com os outros e a sociedade. Palavras-chave: Arte Contemporânea; Corpo humano; Livro didático; Análise de Imagem; Análise Discursiva (Francesa).
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
08/11/2021 | 18h
Orientando/a
Jainny Da Silva Arruda e Valeria Nakayama Ruiz
Curso
Licenciatura em Matemática
Orientador/a
Prof. Joao Luiz Muzinatti
Convidado/a da banca
Prof. Ubiratan Barros Arrais
Título do trabalho
Mentalidades matemática: seus resultados promissores na educação básica
Resumo do trabalho 
O presente trabalho busca discutir a respeito das novas tendências em relação ao ensino da matemática, onde o objetivo central é a plena formação do discente e a sua apropriação em relação ao conhecimento matemático. Por meio de tal abordagem, busca-se analisar como as práticas pedagógicas e a utilização da mentalidade matemática são capazes de atender muitas das demandas da sociedade e proporcionar a instrução de cidadãos críticos e questionadores. Para que o interesse dos alunos seja despertado e sejam incentivados a participarem das aulas, é necessário desenvolver metodologias dinâmicas que dependam da participação ativa dos discentes e tenham enfoque em pedagogias colaborativas. Neste contexto, novas metodologias de ensino devem ser aplicadas, reformulando práticas pedagógicas antigas e utilizando tecnologias contemporâneas para contextualizar o que é ensinado em sala de aula com a vida cotidiana dos estudantes. Práticas de ensino que utilizem a interação, fazendo com que o discente exerça o papel principal na construção de seu conhecimento fazem com que sua participação seja por escolha própria e não de forma obrigatória, criando um ambiente propício para o aprendizado. A escola possui um papel fundamental no desenvolvimento do cidadão em todos os aspectos: social, pessoal e psíquico, onde as habilidades e competências desenvolvidas pela leitura são fundamentais
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
08/11/2021 | 14h
Orientando/a
Sabrina Lina Figueredo Gonçalves
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Prof. Anderson de Souza Zanetti da Silva
Convidado/a da banca
Profa. Vanessa Biffon Lopes
Título do trabalho
Gênero, sexualidade e educação: o currículo universitário e suas implicações na formação de professores – um estudo de caso
Resumo do trabalho 
A incitação dessa pesquisa parte da vontade de responder uma pergunta relativamente simples: ao se formarem na licenciatura, os (as) professores (as) se sentem aptos para abordar as temáticas de gênero e sexualidade nas escolas de educação básica? Para cumprir com o objetivo foi realizado um estudo de caso através do currículo de Ciências Humanas da Faculdade Sesi de Educação de São Paulo, bem como uma pesquisa para compreender as opiniões dos discentes e docentes do curso. O trabalho se organiza em duas partes, a primeira se destina a explorar as categorias de gênero e sexualidade e suas implicações na sociedade e na educação; a segunda é reservada para a análise do currículo.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
09/11/2021 | 19h
Orientando/a
Marcela Bianca Guedes Lopes e Cristiane Ferreira Da Silva
Curso
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Profa. Ana Paula Gomes Seferian;#127
Convidado/a da banca
Profa. Patrícia Lacombe Pinheiro
Título do trabalho
O olhar, envolver e ouvir: Caminhos para promoção dos direitos humanos, gênero e diversidade na escola.
Resumo do trabalho 
Nesse podcast buscamos refletir e apontar caminhos para refletir sobre os sentidos que a escola deveria ter e compartilhá-los com os jovens em busca de convidá-los a buscarem novos sentidos na experiência escolar. A escola convencional tem se dedicado à mera instrução técnica e ao desenvolvimento de competências que respondam às necessidades de mercado, predominantemente vinculadas ao ensino de conteúdos alheios à vida social e cultural dos estudantes. Esse método acaba reduzindo as experiências, curiosidades e necessidades que o sujeito traz e evita o seu modo de ser e estar no mundo. Essas provocações mostram a necessidade de investigar sobre as afetações no ambiente escolar. A pesquisa dialoga com autores como Paulo Freire (2017), Guacira Lopes Louro (2012), Rosenberg (2006) e Marilene Grandesso (2017).
– E com isso, construímos esse trabalho através de um memorial de vivências traduzidas em relatos “dá e na escola”, durante os 4 anos da graduação.
O programa de residência educacional foi um território fértil para a coleta dos relatos de observação e participação na escola realizados por nós. Consideramos a residência um recurso poderoso de mediação na pesquisa para estudo de se compreender os relatos dos estudantes, numa visão ético-prática, para evidenciar a sua significação e inseri-la no âmbito das ações escolares como um recurso transdisciplinar revolucionário para relações humanas. Aspirando a conectar casos
de vivência de residência com a necessidade de ouvir da escola, criaremos um podcast contando nossa história na escola e como o tema nos percorre e atravessa, ao longo da “conversa – podcast oferecemos as “vozes” que imaginamos ser esperança de mudança na escola visando nossos ouvintes darem atenção às representações de silenciamento e entendê-las como um ato de violência, segregação, capitalização da educação, e talvez a considerável demanda vital para subverter para trazer à escola um lugar de motivo e potencial de existência e vida para quem nela está, principalmente no que tange aos temas de direitos humanos, gênero e diversidade na escola.
O Programa de Residência Educacional da Faculdade SESI-SP colabora para a formação do futuro professor como educador e pesquisador desde o início da graduação em experiências “no chão da escola”. O Programa é desenvolvido por meio da imersão, que são momentos de vivência do residente na escola ou local de residência, por meio de experiências didático-pedagógicas, técnico-científicas, artístico-culturais e de relacionamento humano, como projetos interdisciplinares, estudos do meio, monitoria, entre outros combinado de reuniões semanais de orientação, um momento coletivo de planejamento, estudo e análise da vivência ocorrida. É conduzido por um docente da faculdade, nos encontros fazemos uma sistematização para desenvolver uma análise e reflexão sobre seus registros. O programa, enfim, proporciona o exercício da ação pedagógica; viabiliza ao estudante a reflexão sobre a prática e a sua articulação indissociável com a teoria para que se consolide a formação do docente da Educação Básica; amplia a relação entre Instituição de Ensino Superior e escola de Educação Básica, considerando-a também como espaço de formação inicial de professores. A residência educacional oferece também a oportunidade de pesquisar e observar vivências que nos ajudam na escolha do tema para desenvolvimento do TCC que não necessariamente será escrito de modo tradicional, abrindo espaço para ensaios, documentários, podcast, jogos e manifestações artísticas em geral.”
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
10/11/2021 | 17h
Orientando/a
Giovana Da Silva Lucena Novais
Curso 
Licenciatura em Ciências da Natureza
Orientador/a
Prof. Thiago Marinho Del Corso
Convidado/a da banca
Prof. Wagner Moreira da Silva
Título do trabalho
Jogos em formação: uma análise documental do ENPEC (2017-2019).
Resumo do trabalho 
Este trabalho é uma revisão sistemática qualitativa, buscando analisar os padrões de maior interesse nas pesquisas sobre a utilização de jogos para o ensino de ciências no Brasil através das edições do ENPEC de 2017 e 2019, em parceria com o Henrique Camara, orientados pelo professor Thiago Marinho Del Corso, garantindo imparcialidade na pesquisa. Os critérios de análise dos artigos foram desenvolvidos e revisados diversas vezes de forma individual e coletiva afim de aprimorar o método de assegurar sua funcionalidade.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
10/11/2021 | 14h
Orientando/a
Stefany Oliveira Da Silva e Jhonatas Rocha Da Silva
Curso
Licenciatura em Ciências da Natureza
Orientador/a
Prof. Thiago Marinho Del Corso
Convidado/a da banca
Profa. Renata Palumbo
Título do trabalho
Qual a escola dos sonhos para os surdos?
Resumo do trabalho 
O presente projeto de pesquisa pretende compreender as interfaces da educação inclusiva, com recorte especial para a condição de pertencimento e aprendizagem dos estudantes surdos. A garantia de direito à matrícula nas escolas não representa toda a dimensão de urgência de políticas de inclusão social da comunidade surda, o que leva esses pesquisadores ao desejo e curiosidade de compreender as diferentes camadas sociais, culturais e institucionais desse processo de democratização e acesso dos estudantes surdos à escola regular. As indagações desta pesquisa permeiam a urgência de entender de que maneira uma sociedade não letrada na língua de sinais se relaciona e acolhe no interior das escolas os estudantes surdos e, qual a escola dos sonhos dos surdos? Nesse sentido, esse trabalho está a serviço de compreender as tramas desse cenário e quais fatores para os alunos surdos são determinantes para uma escola que consideram a dos seus sonhos, mudando assim o paradigma de exclusão.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
10/11/2021 | 15h
Orientando/a
Dais Neri Rodrigues
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Profa. Fernanda Cristina Subires Garcia
Convidado/a da banca
Prof. Anderson de Souza Zanetti da Silva
Título do trabalho
A pedagogia valorativa combinada à didática histórico-crítica: uma proposta de ensino por área de conhecimento.
Resumo do trabalho 
Esta pesquisa apresenta uma proposta de ensino por área de conhecimento para as Ciências Humanas partindo da combinação da educação em valores e a didática para a pedagogia Histórico-Crítica. A aplicação se dá com trinta jovens que cursam o segundo ano do Ensino Médio em uma das unidades da rede SESI-SP. Acreditamos que a combinação das duas propostas é uma alternativa para um processo de ensino-aprendizagem significativo que combina conteúdos centrais das Ciências Humanas com competências específicas a serem desenvolvidas pela área. Somado a isso, oferece a possibilidade de um desenvolvimento mais humano com um processo de ensino-aprendizado voltado para experiências e olhares críticos fundamentados em aportes teóricos e científicos atuantes de forma transversal com os temas da área de conhecimento das Ciências Humanas, com valores que promovam os direitos humanos estruturando uma sociedade mais justa e solidária.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
10/11/2021 | 19h
Orientando/a
Daniela Teixeira Da Silva e Ligia Silva Frazão
Curso 
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Profa. Andreia Medolago de Medeiros
Convidado/a da banca
Prof. Hermes Talles dos Santos Brunieri
Título do trabalho
O acolhimento ao docente no enfrentamento à questões socioemocionais.
Resumo do trabalho 
Este trabalho tem por objetivo pesquisar a percepção docente sobre a existência e efetividade de políticas institucionais de apoio e acolhimento para o enfrentamento de questões socioemocionais, potencializadas ou não pelo contexto de pandemia. O sofrimento e adoecimento psicológico docente tem sido amplamente relatado em pesquisas da área e ainda hoje é negligenciado e estigmatizado. Nossa fonte documental primária será constituída a partir de entrevistas com docentes, que serão realizadas utilizando a abordagem da história oral que, em sua perspectiva teórica implica na abertura para ouvir e ver os outros falarem sobre si próprios, possibilitando reflexões sobre alteridade, construção de identidades e subjetividades. Também será criado um registro documental de suporte audiovisual, com possibilidade de acesso às entrevistas que poderão, se autorizadas, ser consultada em sua gravação original, com ou sem cortes ou edições, ou ainda num texto escrito. Palavras-chave: Habilidades socioemocionais. Adoecimento docente. Pandemia. História oral.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
10/11/2021 | 16h
Orientando/a
Keyla Rafaela Feliciano Leite
Curso 
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Prof. Joao Luiz Muzinatti
Convidado/a da banca
Profa. Ane Patrícia Flora
Título do trabalho
O olhar para os estudantes com espectro autista: quando olhamos para os rótulos.
Resumo do trabalho 
O presente trabalho mostra como os rótulos que se colocam no aluno autista podem ser danosos, não somente no que se refere à sua trajetória de estudante da educação básica, mas o longo de sua vida pessoal. As suas diferenças em relação aos estudantes considerados “normais” nunca são resaltadas de forma construtiva. Sem dúnunca ida conhecer as particularidades da síndrome autista é algo muito relevante e vital. Mas os tratamentos que recebem os alunos nestas condições são elementos limitadores. Implementações possíveis no processo e ações educativas serão tratadas neste trabalho. E como se dá a regulaç o do conhecimento desse aluno. O que é possível nesse campo. As diferenças têm de ser tratadas de maneira positiva. Este trabalho é apresentado em podcast – spotify.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
10/11/2021 | 17h
Orientando/a
Wagner Kimura e Fernanda Aparecida De Oliveira
Curso 
Licenciatura em Matemática
Orientador/a
Prof. Joao Luiz Muzinatti
Convidado/a da banca
Profa. Ane Patrícia Flora
Título do trabalho
Alunos surdos no ensino médio em tempos de pandemia. possibilidades de reflexão acerca de aulas remotas em matemática.
Resumo do trabalho 
Este trabalho tem como objetivo compreender como se perfazem as relações entre alunos Surdos, tradutores-intérpretes e professor regente em aulas de matemática do ensino médio em uma escola inclusiva da rede particular e, analisar como a comunicação pode potencializar a aprendizagem desses sujeitos. A pesquisa foi estruturada a partir de referenciais bibliográficos e entrevistas, para encaminhar uma análise das metodologias e das práticas didáticas inclusivas como agentes no processo de ensino e aprendizagem. Dessa forma, a pesquisa foi contributiva sobre as questões da necessidade de melhoria na inclusão dos alunos Surdos, dos desafios enfrentados por alunos e professores nas aulas remotas e trouxe como tema para futuras pesquisas, o pensar em possibilidades de experiências com tradutores-intérpretes com maior afinidade e/ou especialização na área de matemática, associadas ao entendimento e aprendizagem do aluno Surdo.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
11/11/2021 | 17h
Orientando/a
Leticiana Dos Santos Costa
Curso 
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Profa. Fernanda Cristina Subires Garcia
Convidado/a da banca
Profa. Ane Patrícia Flora
Título do trabalho
A inclusão está em nossas mãos: para compreender o dua e as barreiras atitudinais
Resumo do trabalho 
Esta pesquisa é resultado de observação participante da pesquisadora durante quatro anos no Programa de Residência Educacional da Faculdade SESI de Educação em que observou o processo de inclusão escolar de pessoas com deficiência. Somados à observação participante, a análise se dá a partir do acompanhamento mais próximo da rotina de uma aluna com paralisia cerebral, levando em consideração as impressões de sua professora assistente unido a um questionário feito com alunos da terceira série do Ensino Médio da mesma unidade escolar sobre inclusão. Entendemos a importância do DUA (Desenho Universal de Aprendizagem), mas ainda não há condições para sua implementação total, por isso, por ora, percebemos a maneira mais eficaz de realizar a inclusão através da quebra das Barreiras Atitudinais.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
11/11/2021 | 14h
Orientando/a
Bruno Simões Baptista
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Profa. Juliana Rossi Duci
Convidado/a da banca
Bianca Rigamonti Valeiro Garcia
Título do trabalho
O RPG como ferramenta de ensino ativo em História.
Resumo do trabalho 
O presente trabalho surgiu após analisar alguns artigos que identificaram potencialidades do
Role Playing Game (RPG) aplicado nas escolas como ferramenta que possa auxiliar o ensino.
Visto que existem poucos materiais que abordam tal tema com enfoque no ensino e no
professor, este trabalho busca enriquecer o campo contribuindo com novos olhares tendo
como hipótese de pesquisa, que o RPG pode se tornar uma ferramenta pedagógica ativa de
ensino em História trazendo com isso uma aprendizagem mais significativa e uma consciência
histórica possibilitando aos professores explorarem diferentes modos de ensino e assim
contribuir para que o significado histórico consciente sobre os temas e documentos também
possam ser abordados durante a aula em uma partida de RPG.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
11/11/2021 | 18h
Orientando/a
Vitoria Dos Santos Oliveira Preto
Curso
Licenciatura em Ciências Humanas
Orientador/a
Prof. Anderson de Souza Zanetti da Silva
Convidado/a da banca
Profa. Patrícia Regina Vannetti Veiga
Título do trabalho
Lendas nas ciências humanas o uso do folclore brasileiro em sala de aula e o papel da cultura popular na construção identitária.
Resumo do trabalho 
Após séculos de história, a educação brasileira passou por diversas mudanças e formatos, mesmo assim não conseguiu se libertar da identidade colonial. O Projeto “Lendas” se propõe refletir, construir e ecoar Itinerários formativos em contexto escolar para quebra de paradigmas constantes de culturas hegemônicas em trilhas pedagógicas decoloniais que vibram por caminhos responsivos, afetivos e de encontro com as perspectivas discentes e docentes. O planejamento emprega o uso da cultura popular, em específico o folclore, que carrega marcas do culturais, temporais e sociais, como ferramenta pedagógica nos espaços formativos. Ao final, esperamos não só uma contribuição ao repertório pedagógico, mas a transformação de alunos em cidadãos conscientes de seu passado e cultura, que se entendem com seres constituídos de uma identidade singular e ao mesmo tempo coletiva.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
11/11/2021 | 17h
Orientando/a
Rafael Flordelis Carneiro
Curso 
Licenciatura em Linguagens
Orientador/a
Profa. Andreia Medolago de Medeiros
Convidado/a da banca
Profa. Patrícia Lacombe Pinheiro
Título do trabalho
Fome pra quem?
Resumo do trabalho 
Atualmente, muitas pessoas sofrem com a fome diariamente no mundo e isso não é algo visto somente agora em nossa sociedade. Segundo pesquisas, no Brasil, cerca de 19,1 milhões de pessoas vivem nessa condição. A problemática da fome nos mostra uma desigualdade que reverbera a tempos e hoje, embora todo avanço da sociedade, vemos que essa condição não se dá pela pobreza, e sim pela riqueza. A partir dessa indignação e reflexão, nessa pesquisa pretende-se ampliar os olhares para essa a sociedade, de modo a dar ênfase na análise de seu contexto histórico, suas causas, quais os direitos e políticas públicas asseguradas e por fim, quais os impactos da falta de alimentação no processo de desenvolvimento e aprendizagem do indivíduo. Com base em uma investigação bibliográfica, a pesquisa divide-se em três capítulos. O primeiro deles, destina-se a compreensão do alimento como fonte vital para a sobrevivência de qualquer ser humano, o que define fome e qual o seu panorama histórico. O segundo, aborda quais são os direitos de qualquer indivíduo perante a alimentação e, quais são as políticas públicas que fazem a merenda escolar chegar até a escola e então, ao aluno. Por último, discorremos sobre como a falta da alimentação impacta no desenvolvimento físico, cognitivo, emocional e social dos indivíduos e, qual o papel da escola nessa situação.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
11/11/2021 | 16h
Orientando/a
Lucas Fernando Dos Santos Farias
Curso 
Licenciatura em Matemática
Orientador/a
Prof. Wagner Moreira da Silva
Convidado/a da banca
Prof. Paulo Henrique Amorim Biazoli
Título do trabalho
O uso de dobraduras e softwares de geometria dinâmica na sala de aula: demonstrando a mediatriz como lugar geométrico
Resumo do trabalho 
Esta pesquisa tem por objetivo apontar, através de uma proposta de abordagem, as potencialidades das dobraduras e do Geogebra, à luz da Teoria dos Três Mundos da Matemática, para a demonstração da mediatriz como lugar geométrico. Para tanto, o estudo consiste em uma sequência de atividades que progride de um levantamento bibliográfico a respeito das demonstrações, da Teoria dos Três Mundos da Matemática, dos materiais didáticos, das dobraduras e do software Geogebra, evidenciando as potencialidades do uso de destes na demonstração do objeto mediatriz. A escolha das dobraduras e do software Geogebra dá-se pelo entendimento de que a pesquisa de ambos integrados a situações de ensino na sala de aula contribui, por conseguinte, a melhoria do ensino de Matemática na educação básica. Com isso, os resultados da pesquisa revelam que as potencialidades do Geogebra e das dobraduras se diferem e se complementam na demonstração da mediatriz, contribuindo para uma compreensão mais profunda do objeto e demonstrando que no estudo proposto estes apresentam-se como uma grata alternativa ao ensino de matemática.
Assista a apresentação do trabalho
Data e horário da banca
12/11/2021 | 17h
Orientando/a
Gustavo De Oliveira Souza
Curso
Licenciatura em Ciências da Natureza
Orientador/a
Prof. Wagner Moreira da Silva
Convidado/a da banca
Prof. Thiago Marinho Del Corso
Título do trabalho
Identificando características para o trabalho com aplicativos no ensino de ciências da natureza.
Resumo do trabalho 
A utilização de aplicativos no ensino de ciências da natureza é uma estratégia muito favorável pois torna as aulas mais dinâmicas e atrativas para os alunos, seja na escola ou na universidade. Porém, são pouquíssimos trabalhos que exploram seu potencial detalhando metodologias e indicando orientações e sugestões para sua implementação. A presente pesquisa teve como objetivo evidenciar características do trabalho com aplicativos nas aulas de Ciências da Natureza. Como base dados utilizouse os anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC) dos anos: 2019, 2017 e 2015. Filtrou-se os trabalhos usando a palavra chave “aplicativo”, selecionando assim 4 trabalhos dentre os 3476 trabalhos postados nesses 3 anos de evento. Tomando como referência a perspectiva teórica do Mobile Learning criou-se 5 critérios de análise: Currículo; Dinâmica de Trabalho; Ambiente; Avaliação e Mobile Learning; que demonstraram-se úteis na avaliação de práticas de ciências que fizeram uso de aplicativos.
Assista a apresentação do trabalho

Em foco

24|11|2021

Avaliação Institucional 2021

O questionário da avaliação institucional de 2021 estará disponível para participação até às 23h59 do dia 26 de novembro. Cada […]

Leia mais
25|10|2021

RESIDÊNCIA EDUCACIONAL É TEMA DE CONGRESSO DA FACULDADE SESI DE EDUCAÇÃO

  O evento, online e gratuito, acontece nos dias 17, 18 e 19/11. As inscrições estão abertas para submissão de […]

Leia mais