31|05|2023

Semana de Ciências Humanas aborda temática sobre educação Antirracista

 

O evento é organizado pela coordenação em conjunto com os professores e estudantes do curso.

 

A primeira Semana de Ciências Humanas tem como tema “Educação Antirracista: trajetórias de lutas, conquistas e desafios” e será realizada de 05 a 07 de junho na Faculdade SESI de Educação. O evento é promovido pela coordenação em conjunto com os docentes e estudantes do curso. A proposta é trazer atividades que dialoguem com a Área, com ênfase na discussão sobre a construção de um currículo Antirracista.

A programação é direcionada a todos os estudantes e professores do curso e demais interessados na temática. A iniciativa tem como objetivo: debater a participação política do Movimento Negro, analisar as lutas e conquistas no campo do Direito e as formas de construir uma Educação Antirracista na prática e viabilizar um Currículo específico Antirracista para a Faculdade.

Os professores, Luiz Tiago de Paula e Fernanda Subires, que integram a organização do evento, destacam que a preocupação com um Currículo Antirracista é debate recorrente na instituição. Eles explicam que a ideia da Semana surgiu a partir de articulação com alguns estudantes.

“A discente Alessandra de Lima Felix, do 2º ano de Ciências Humanas, que já havia organizado uma saída de campo para a Câmara dos Vereadores de São Paulo, procurou os docentes para apresentar o projeto de Lei da vereadora a qual é assistente, Luana Alves, que busca concretizar uma educação Antirracista”, salienta a professora Fernanda.

O professor Tiago, destaca que colocar a educação Antirracista como tema do evento revela a emergência do assunto. Abordagem essencial para os cursos de formação de professores da instituição. “Isso torna claro o desejo de explicitar a necessidade de um modelo educativo crítico que questione todas as formas de preconceito e proponha novas maneiras de pensar os espaços de formação, sejam as faculdades, as escolas, as instituições de pesquisa etc…”, reflete o professor Tiago.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

  • 05/06 | 19h10
    Mesa: “Ascensão Política da Negritude no Brasil: um olhar para a educação”.
    Local: Auditório Faculdade SESI.
    Convidados:
    Letícia Chagas,
    Bacharel em Direito pela USP, co-deputada estadual pelo movimento Pretas e ex-presidente do Centro Acadêmico XI de Agosto.
    Diogo Dias, é bacharel e licenciado em Ciências Sociais pela FFLCH-USP. Membro do movimento “SP é Solo Preto e Indígena” e mestrando em Sociologia pelo IFCH-Unicamp, com foco no estudo dos movimentos negros e das relações raciais no Brasil. Membro do “Núcleo de Estudos Carolina Maria de Jesus (Bitita) – Unicamp”, grupo dedicado aos estudos da sociologia e antropologia das relações raciais.
    Luana AlvesVereadora de São Paulo, psicóloga e militante feminista e antirracismo.
  • 06/06 | 19h10
    Mesa: “Legislação e Políticas Públicas antirracistas no Brasil: por uma escola sem racismo”.
    Local: Auditório Faculdade SESI.
    Convidados:
    Amarilis Costa,
    Advogada, Doutoranda em Direitos Humanos na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo – USP, Mestra em Ciências Humanas pela Universidade de São Paulo – USP, Membra do Conselho do Advocacy HUB, Coordenadora de Diversidade e Inclusão do Cultural OAB SP, Professora Universitária, Co-Fundadora do Movimento Elo – Incluir e transformar, Pesquisadora do GEPPIS – EACHUSP.
    Abilio Ferreira integrou o grupo Quilombhoje Literatura de 1984 a 1990, tendo também participado de sete dos 44 volumes da antologia anual Cadernos Negros. Autor de Fogo do olhar (1989) e Antes do carnaval (1995), está entre os escritores cuja produção é estudada na antologia crítica Literatura e afro-descendência no Brasil (2011). É coautor de Origens da presença negra em Guarulhos (2013) e coautor e organizador de Tebas: um negro arquiteto na São Paulo escravocrata (2018). Especialista em Cidades, Planejamento Urbano e Participação Popular pela UNIFESP, e mestrando no Programa de Pós-Graduação Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades da FFLCH/USP, é fundador e coordenador geral do Instituto Tebas de Educação e Cultura. Abílio: historiador – Instituto Tebas.
    Luana Alves Vereadora de São Paulo, psicóloga e militante feminista e antirracismo.
  • 07/06 | 19h10
    Mesa: “Por um currículo antirracista já!: práticas pedagógicas e propostas de currículo antirracistas no ensino básico e no ensino superior”.
    Local: Auditório Faculdade SESI.
    Convidados:
    Lucas Scaravelli da Silva
    é ex-atleta profissional de atletismo, sendo ainda recordista brasileiro universitário dos 5.000 metros rasos e Hexa Campeão Brasileiro e Sul-Americano, tendo integrado seleção nacional em diversas competições internacionais em provas de longa distância. É formado em História, Educação Física e Pedagogia. Mestre em História da Educação Física (UnB), Doutorando em Antropologia Social (USP). Desde a graduação pesquisa memória, narrativas, oralidade e biografias subalternizadas. É membro militante da SOWETO Organização Negra, tendo participado de vários coletivos negro desde a década de 80.
    Luiz Tiago de Paula é Geógrafo e Mestre em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas pela Universidade Estadual de Campinas. Professor do curso de Ciências Humanas da FASESP. Atualmente, estuda campos de interesses relacionados à Fenomenologia e Geografia, Educação e Interdisciplinaridade, além de metodologias de pesquisas relacionadas a abordagem da Geografia Humanista Cultural.
    João Vítor Silva Frutuoso é graduado em Licenciatura em Ciências Humanas pela Faculdade SESI-SP de Educação (2021) e Pós-graduado em Educação Socioemocional pelo IBFE (Instituto Brasileiro de Formação de Educadores) e Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica pela UNIFAVENI. É Ator, Performer e Produtor Cultural (com formação pelo Circuito SESC-SP de Produção Cultural – 2020). Em 2022 recebeu o Prêmio Zumbi dos Palmares (O Prêmio Zumbi dos Palmares homenageia figuras públicas e lideranças que contribuem para o combate à discriminação racial no Estado de São Paulo, o Prêmio é organizado pelo SOS Racismo – Serviço de Defesa Contra o Racismo-, que é uma utilidade pública da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo). Em Santa Rita do Passa Quatro – SP preside o Coletivo Negro Maria Helena de Jesus e o Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (COMPIR), é secretário no Conselho Municipal de Política Cultural (COMCULT) e atua na Formulação de Políticas Públicas voltadas à Equidade Racial. Na área acadêmica dedica-se às pesquisas nas áreas de Movimento Negro nas Artes, Racismo Recreativo, Educação Antirracista, Educação Socioemocional, Pedagogia Performática e Arte Educação.

 

SERVIÇO

I Semana de Semana de Ciências Humanas
“Educação Antirracista: trajetórias de lutas, conquistas e desafios”
05 a 07 de junho | 19h10 às 22h
Evento gratuito
Local: Auditório Faculdade SESI.
Outras informações: contato@faculdadesesi.edu.br

Em foco

12|04|2024

Aula especial na Faculdade Sesi de Educação promove ensino de Ciências em Libras

A aula foi ministrada pelo primeiro professor surdo da Faculdade Sesi, Rafael Cavichiolli, com participação de Beatriz Cavalheiro, especialista no […]

Leia mais
05|04|2024

Faculdade Sesi de Educação recebe prêmio “Ponte para o Trabalho” pelo CIEE

Troféu foi concedido pela organização não governamental às instituições de ensino que se destacaram em 2023 na qualificação de jovens […]

Leia mais